Make your own free website on Tripod.com

Home

Bruninho | Entretenimento | Fatos e Fotos | Viagem | Carnaval 2004 | Musica | Drogas | Reflexao | Michael Jackson | Links | Meu E-Mail
Bruninho*Billabong
Drogas

Neste artigo, procuramos expor ao internauta os conhecimentos atuais sobre o uso das Drogas, de uma maneira sucinta mas abrangente.

A Maconha...

A maconha e o nome dado aqui no Brasil a uma planta chamada cientificamente de Cannabis Sativa. Em outros paises ela recebe diferentes nomes como os mencionados no titulo deste folheto. Ela ja era conhecida ha pelo menos 5.000 anos, sendo utilizada quer para fins medicinais quer para "produzir risos". Talvez a primeira mencao da maconha na nossa lingua tenha sido um escrito de 1.548 onde esta dito no portugues daquela epoca: "e ja ouvi a muitas mulheres que, quando iam ver algum homem, para estar choquareiras e graciosas a tomavam". Ate o inicio do presente seculo, a maconha era considerada em varios paises, inclusive no Brasil, como um medicamento util para varios males. Mas tambem era ja utilizada para fins nao medicos por pessoas desejosas de sentir "coisas diferentes", ou mesmo utilizavam-na abusivamente. Conseqencia deste abuso, e de um certo exagero sobre os seus efeitos maleficos, a planta foi proibida em praticamente todo mundo ocidental, nos ultimos 50-60 anos.

Mas atualmente, graas as pesquisas recentes, a maconha (ou substancias dela extraidas) e reconhecida como medicamento em pelo menos duas condicoes clinicas: reduz ou abole as nauseas e vomitos produzidos por medicamentos anticancer e tem efeito benefico em alguns casos de epilepsia (doenca que se caracteriza por convulsoes ou "ataques").

Efeitos da Maconha:
Para bom entendimento e melhor dividir os efeitos que a maconha produz sobre o homem em fisicos (acao sobre o proprio corpo ou partes dele) e psiquicos (acao sobre a mente). Esses efeitos fisicos e psiquicos sofrerao mudancas de acordo com o tempo de uso que se considera, ou seja, os efeitos sao agudos (isto , quando decorre apenas por algumas horas apos fumar) e cronicos (conseqencias que aparecem apos o uso continuado por semanas, ou meses ou mesmo anos).





Droga mais poderosa que o crack pode chegar ao Brasil.

O abuso de drogas psicotropicas sinteticas e um fato na Europa e nos EUA. O Brasil, um pais pouco inovador nessa area, tem seguido, com um certo atraso, as tendencias de abuso de drogas que ocorrem nessas regioes, tanto que o ecstasy, embora ja utilizado desde 1980 nos EUA, somente agora comea a ter adeptos brasileiros.

Porem, dentro dessa caracteristica, destaca-se o consumo de metanfetamina (MT), um derivado da anfetamina. Introduzida na terapeutica em 1930 como descongestionante nasal, tornou-se uma droga largamente utilizada provocando varias epidemias de consumo no mundo devido a suas propriedades euforizantes, assim como suas acoes em diminuir o apetite e o sono e aumentar o desempenho fisico e intelectual. Um exemplo deu-se na Segunda Guerra Mundial, quando foi consumida por soldados alemaes, ingleses e americanos para eliminar o cansaco e manter o vigor fisico e a vigilia. O Brasil nao passou impune por essa onda, e, na dcada de 60, a MT era aqui vendida na forma de um medicamento de nome Pervitina, muito apreciado por jovens que dele faziam uso para aumentar sua capacidade produtiva.

Em pouco tempo, o Pervitina passou a sofrer abuso, originando varios casos de dependencia descritos na literatura cientfica brasileira. Devido aos problemas causados, a MT foi banida no Brasil e em vrios paises da Europa, assim como nos USA. Porem, ela retornou ao cenario muito mais poderosa que anteriormente. Passou a ser fumada, da mesma forma como e feito com o crack, e conhecida, por essa via, como ice, chalk, speed, meth, glass, crystal etc. Por essa rota de administracao, produz efeitos prazerosos intensos como: imensa euforia; aumento do estado de alerta, da auto-estima, da sexualidade; e diminuicao da fome, do cansaco e da necessidade de dormir. Esses efeitos parecem ser desejveis e controlveis, mas a droga tem um enorme potencial de dependncia, e a fissura instala-se rapidamente. comum o usurio que faz uso compulsivo apresentar: comportamento estereotipado, caracterizado por uma hiperatividade com desenvolvimento repetitivo, por horas, de certas atividades sem significado, s vezes acompanhada de ranger de dentes; sndrome coreica, com movimentos involuntrios convulsivos, principalmente dos membros superiores, combinados a movimentos faciais assimtricos; confuso e delrios, e um progressivo estado psictico indistinguvel de esquizofrenia tambm se desenvolve com o uso crnico. Esses sintomas psicticos podem persistir por meses ou anos, aps o uso da droga ter cessado.





Cocaina...

A Cocaina e uma substancia natural, extraida das folhas de uma planta que ocorre exclusivamente na America do Sul: a Erythroxylon coca, conhecida como coca ou epad, este ultimo nome dado pelos indios brasileiros. A cocaina pode chegar ate o consumidor sob a forma de um sal, o cloridrato de cocaina, o "po", "farinha", "neve" ou "branquinha" que e soluvel em agua e, portanto, serve para ser aspirado ("cafungado") ou dissolvido em agua para uso endovenoso ("pelos canos"); ou sob a forma de uma base, o crack que e pouco soluvel em agua mas que se volatiliza quando aquecida e, portanto, e fumada em "cachimbos".Tambem sob a forma base, a merla (mela, mel ou melado) preparada de forma diferente do crack, tambem e fumada. Enquanto o crack ganhou popularidade em Sao Paulo, Brasilia foi a cidade vitima da merla.

De fato, pesquisa recente mostra que mais de 50% dos usuarios de drogas da nossa Capital Federal fazem uso de merla e apenas 2% de crack.Por apresentar um aspecto de "pedra" no caso do crack e "pasta" no caso da merla, nao podendo ser transformado num po fino, tanto o crack como a merla nao podem ser aspirados como e o caso da cocaina po ("farinha"), e por nao serem soluveis em agua tambem nao podem ser injetados. Por outro lado, para passar do estado solido ao de vapor quando aquecido, o crack necessita de uma temperatura relativamente baixa (95 C) o mesmo ocorrendo com a merla, ao passo que o "po" necessita de 195 C, por esse motivo que o crack e a merla podem ser fumados e o "po" nao. H ainda a pasta de coca que e um produto grosseiro, obtido das primeiras fases de separacao de cocaina das folhas da planta quando estas sao tratadas com alcali, solvente organico como querosene ou gasolina e acido sulfurico. Esta pasta contem muitas impurezas toxicas e e fumada em cigarros chamados "basukos".

Efeitos no Cerebro:
Tanto o crack como a merla tambem sao cocaina, portanto todos os efeitos provocados pela cocaina tambem ocorrem com o crack e a merla. Porem, a via de uso dessas duas formas (via pulmonar, ja que ambos sao fumados) faz toda a diferena do crack e da merla com o "po". Assim que o crack e a merla sao fumados alcanam o pulmao, que e um orgao intensivamente vascularizado e com grande superfcie, levando a uma absorcao instantnea. Atraves do pulmao, cai quase imediatamente na circulacao cerebral chegando rapidamente ao cerebro.




Reflexao

CHEGOU UM TEMPO QUE NAO SE DIZ MAIS MEU DEUS,

TEMPO DE ABSOLUTA DEPURACAO.

TEMPO EM QUE NAO SE DIZ MAIS MEU AMOR,

PORQUE O AMOR RESULTOU INUTIL

E OS OLHOS NAO MAIS CHORAM

E AS MAOS TECEM APENAS O RUDE TRABALHO.

ALGUNS ACHANDO BARBARO O ESPETACULO,

PREFERIRIAM OS DELICADOS MORRER.

CHEGOU UM TEMPO EM QUE NAO ADIANTA MORRER,

CHEGOU UM TEMPO EM QUE A VIDA E UMA ORDEM.

A VIDA APENAS SEM MISTIFICACAO.



FRAGMENTOS DO POEMA OS OMBROS SUPORTAM O MUNDO

DO LIVRO SENTIMENTO DO MUNDO

AUTOR BRASILEIRO - CARLOS DRUMOND DE ANDRADE

Se voce esta afim de ver alguma materia, e so mandar um e-mail pedindo o tema que voce queira ver na integra.Obrigado!